segunda-feira, 28 de março de 2016


Sansão
Havia em Sorá um homem, cuja mulher era estéril. O anjo do Senhor apareceu-lhe e disse-lhe: “conceberás e darás à luz um filho. Esse menino será o nazareno de Deus desde o seio de sua mãe” [...]. Ela deu à luz um filho e pôs-lhe o nome de Sansão. O menino cresceu e o Senhor o abençoou (Jz 13).
É próprio o ser humano se esquecer que foram as mãos de Deus que nos formaram, que Ele pensou em cada detalhe do nosso ser. O anjo, nesta passagem, anuncia não só o nascimento de Sansão, mas também sua eleição. Se todo nascimento fosse precedido de um anuncio celeste, com ele também viria o da eleição, pois em todos os casos narrados na Sagrada Escritura, foi assim, porque a toda pessoa Deus chama, porque a todos Ele plasmou com um desígnio de amor.
Deus chama e abençoa desde o seio, sem tirar, contudo, a liberdade de cada pessoa, mas é preciso dizer que a felicidade depende da adesão pessoal ao plano salvífico do Senhor, à vocação que ele escolheu para cada ser humano que modelou.

segunda-feira, 21 de março de 2016



Cantar ao Senhor o precioso dom da vocação é a alegria de todos o que são chamados, assim diz a canção: "hei de cantar ao Senhor, sempre e enquanto eu viver, hei de cantar seu amor..." sim, cantemos ao Senhor que nos amou e chamou!
Hoje, depois de uma longa pausa, voltaremos com o nosso tour pela Sagrada Escritura, refletindo os chamados bíblicos, para assim,  podermos rezar a celebrar nossa própria vocação!
Vamos lá, o Senhor chama a cada um de nós e "Eles também foram chamados"!
O nosso próximo chamado é...

Jefté
Jefté, o galaadita, era um valente guerreiro, filho de Galaad e duma meretriz. A mulher de Galaad deu-lhe filhos, e estes, tendo crescido, expulsaram Jefté, dizendo: “Tu não herdarás nada na casa de nosso pai, porque és um bastardo” (Jz 11)
Deus sabe quem é o ser humano que criou, obra de suas mãos, vê o coração e as intensões nele ocultas. O que nossos olhos veem primeiro, Jefté o filho da prostituta ou Jefté o varão, valente guerreiro?
Vocacionados à santidade, cada pessoa, nos encontros do dia a dia, é convidado a ver o melhor de cada um, como o nosso Pai Deus, pois nosso coração vê primeiro o que foi acostumado a ver. Acaso estará a dignidade de cada homem e mulher na condição de vida de seus pais? Se os homens levam em consideração tais realidades, é bem próprio de Deus, ao contrario, escolher o pobre, fraco e desprezível aos olhos humanos, para confundir o seu orgulho.
Assim acontece com aqueles que expulsaram Jefté, filho da meretriz, humilhados, e depois vão atrás de Jefté o valente guerreiro, pedir sua ajuda e confiar a ele a chefia do povo de Israel.
A santidade consiste na busca de associar a vontade humana à Vontade de Deus, pedindo que Ele possa olhar, ouvir, falar e amar em cada pessoa. Na caminhada vocacional, muitas vezes, será preciso descer de seu orgulho, e ir atrás daqueles que os olhos, ouvidos, mãos e coração rejeitam, pois nestes habita Deus, foi nestes, que Ele, talvez, plantou o valente guerreiro, no filho da meretriz.
Senhor, meu grande amigo, peço-te venhas olhar em mim, ouvir em mim, falar e amar em mim. 
Desperta meus olhos para o bem, a fim de que eu o reconheça sempre, em primeiro lugar, para que possa desprezar o mal, e sempre acolher o pecador.
Senhor faz-me ver também o que há de melhor em mim para que possa oferecer-te, que não haja em mim maior alegria que encontrar-te sempre em todo lugar! Amém!


sábado, 19 de março de 2016

Discernimento vocacional na quaresma

Caminho quaresmal: Vocacionados à misericórdia!

A misericórdia se constitui em acolher, no próprio coração a miséria do outro, ou seja, misericórdia envolve humildade e perdão, virtudes que nos levam a acolher os outros, e a nós mesmos, como são.
A misericórdia passa pelo olhar, como podemos ver nas atitudes de Jesus: "olhando-o, o amou" (Mc 10,21). Jesus olha para aquele jovem e para muitas outras pessoas que se aproximam d'Ele com misericórdia: ama, independente do sim ou do não, acolhe e chama, mesmo conhecendo as misérias.
Por que falar da misericórdia a nível vocacional???
Porque Deus nos fala em nosso próprio coração e também nos fala através do outro, porém, muitas vezes as pessoas deixam a graça passar, por estar julgando, criticando e olhando com indiferença a si mesmo e aos outros.
Por vezes, os vocacionados são induzidos a pensar que o discernimento e vivência vocacionais só se dão nos encontros para este fim, mas vocação é CHAMADO À SANTIDADE, e esta deve ser vivida SEMPRE, por isso, Deus te chama hoje a vivê-la onde você está e não só a partir do momento em que descobrir sua vocação específica.
Assim, a vivência da misericórdia torna-se inteiramente vocacional como caminho de santidade e caminho muito exigente por sinal. Faz-se necessário grande humildade para ser capaz de, primeiro, reconhecer a própria miséria, para depois ter coragem de lançar o coração, repleto de amor, sobre a miséria do outro. Eis o amor misericordioso, sobrenatural, querido por Deus!
Fala-se tanto dos insistentes pedidos do Papa Francisco para que os cristãos se desinstalem, porém, o que cada pessoa tem feito para isso? Desinstalar-se é uma decisão ousada, exigente, mas ao mesmo tempo de descoberta do dom e da maravilha que Deus tem pra cada pessoa que se decide por Ele. Caminho de liberdade que se fortalece na oração, se enraíza nas terras do Céu, que começa aqui e se traduz em vida de felicidade!
VOCÊ TOPA???
#VemSerOblata
#VemSerFeliz