segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Eles também foram chamados!

O mar aberto
"Por que clamas por mim? Dize aos israelitas que marchem. E tu, levanta a tua vara, estende a mão sobre o mar e divide-o, para que os israelitas caminhem em seco pelo meio do mar [...], e as águas foram divididas . Os israelitas entraram pelo meio do mar em seco..." (Ex 14)
E as águas foram divididas... Quando Deus chama, quando Ele elege Ele concede os meios, não nos pede nada que não sejamos capazes de realiza!
Convido-te hoje a percorrer toda a vida de Moisés, desde o seu nascimento até a travessia do mar, percebe que ele em muitos momentos quis fugir da vontade de Deus, por não se achar digno, por medo, per crer que não seria capaz... E se olharmos todos os personagens bíblicos e todos os santos de todos os tempos essas condições serão sempre semelhantes, e por quê? Porque somos limitados, Deus sabe disso, mas nos ama e chama assim mesmo!
Olhe para a tua vida, certamente também para ti o Senhor já abriu o mar, já realizou milagres, já te fez atravessar a pé enxuto os mares da vida! Como é bom o Senhor! Cantemos, "por nós fez maravilhas! Louvemos o Senhor"!!!
Queridos vocacionados o nosso Deus é o Deus das maravilhas, reconheça-as em tua vida!

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Eles também foram chamados!

A sarça ardente
Moisés olhava: a sarça ardia, mas não se consumia[...]. Vendo o Senhor que ele se aproximou, chamou-o: "Moisés, Moisés!" - "Eis-me aqui!" - "Não te aproximes daqui, tira as sandálias dos teus pés, porque a terra em que pisas é solo santo[...]. Eu vi os sofrimentos do meu povo [...] ouvi os seus clamores, eu conheço os seus sofrimentos." (Ex 3)
Existem várias reflexões que podem ser feitas a cerca da sarça ardente, puxemos então para o tema de nosso interesse: VOCAÇÃO. Para ajudar-nos façamos uma viajem até o dia em que Jesus caminhava com os discípulos que iam para Emaús depois da crucificação. Ao fim do dia um deles declara: "Não se nos abrasava o coração quando ele nos falava pelo caminho e explicava as escrituras" (Lc 24,32).
O nosso coração é pois esta sarça, que arde constantemente, sem se consumir. E por que arde? Arde porque ama!
Hoje convido-te a se aproximar deste solo santo, tira as sandálias do pés e pisa com reverência neste templo em que habita o Senhor, aquele que diz :"eu conheço os seus sofrimentos". Sim, ele conhece.
Quantas vezes, ainda que com o coração em chamas, caminhamos com os olhos fechados, como os discípulos de Emaús! Moisés aproxima-se da sarça com curiosidade, o fenômeno o atrai. Assim se dá a descoberta da vocação em grande parte das pessoas. Algo de belo atrai, daí descobre-se o solo santo, e que na verdade a beleza que se vê é apenas reflexo da infinitude d'Aquele que atrai e chama!
Onde arde a sarça da tua vocação?
Não tenhas medo de te aproximar, tira as sandálias dos pés, eu te garanto, que voltarás correndo a anunciar as maravilhas que vistes e ouvistes!

quarta-feira, 8 de outubro de 2014






A pobreza de Jesus Menino      


            Céu!!! Quem não se compadeceria ao ver o filho de um rei nascer em pobreza tal que o obrigasse a abrigar-se numa caverna úmida e fria, a não ter leite, nem servos, nem berço de ouro, necessários para se acalentar?
              Ah! Meu Jesus, sois o Filho do Senhor do céu e da terra, e nessa gruta gelada não tendes senão uma manjedoura por berço, um pouco de palha por leito, e miseráveis paninhos para vos cobrir! Os anjos vos rodeiam e louvam, mas não trazem nenhum alívio à vossa pobreza. Meu Redentor, quanto mais pobre sois, tanto mais amável vos devemos achar, pois abraçastes essa grande pobreza para melhor ganhar nosso amor. Se tivésseis nascido num palácio, se tivésseis um berço de ouro, se fosses servido pelos maiores príncipes da terra, inspiraríeis aos homens mais respeito, mas menos amor; essa gruta em que estais, esses panos grosseiros que vos cobrem, essa palha em que repousais, essa manjedoura que vos serve de berço. Oh! Como tudo isso obriga nossos corações a amar-vos, tanto mais que vos fizestes tão pobre para enriquecer-nos dos vossos bens, isto é , da vossa graça e da vossa glória; e São Paulo que o diz: Ele se fez indigente... a fim de que sua indigência nos enriquecesse.
                A pobreza de Jesus Cristo é para nós uma fonte de grandes riquezas, porque nos move a adquirimos os bens do céu  desprezando os da terra. _ Ó meu Jesus, a quantos santos a vossa pobreza fez deixar tudo, riquezas, honras, mesmo coroas, para viverem pobres convosco. Por favor, ó meu Salvador, desapegai-me também de toda afeição aos bens terrenos, a fim de que me torne digno de obter o vosso amor e de possuir a vós, Bem infinito.

Menino Jesus, abençoai-me.

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Eles também foram chamados!

Moisés
Depois da morte do antigo Faraó, os hebreus começaram a ser oprimidos e por temer a revolta do povo o Faraó mandou matar todos os meninos nascidos do provo hebreu. A mãe de Moisés vendo que ele era formoso, escondeu-o por três meses. Mas não podendo mais ocultá-lo, untou com betume uma cesta, e com o menino dentro a soltou no rio. Ora a filha do Faraó viu a cesta no meio dos juncos [...] abriu-a e viu dentro o menino [...] ela o adotou como seu filho e deu-lhe o nome de Moisés, "porque, disse ela, eu o salvei das águas". (Ex 2)
DEUS É FIEL! Para aqueles que acreditam nada acontece por acaso. Assim como Deus tinha um plano de amor para a vida de Moisés, e por este motivo, o salva das águas, assim também Ele tem um plano para a tua vida. Às vezes colocamo-nos a pensar  na vida dos santos e de tantos personagens bíblicos e a vida deles parece muito fácil, esquecemo-nos, porém de que a santidade passa pela cruz. A cruz não é para o cristão instrumento de morte, mas de salvação e é a partir dela que se pode cantar as maravilhas de Deus.
De todos os males, Deus tira um bem imenso. Ele escolhe, elege, chama e dá a graça. Em tua vida, certamente, existem rastros da mão de Deus. Pois Ele toca a nossa vida para fazer-nos partícipes em sua obra de amor.
A mãe de Moisés nem imaginava que ao salvar seu filho estava salvando, futuramente, todos os hebreus. DEUS É BOM, não nos cansemos de cantar e exaltar o seu amor!